Momentos De Terror Na Sala De Espera

Não tenho odiado nada tanto quanto odeio salas de espera. Tá, odeio muitas coisas também. Mas salas de espera me dão nos nervos. Se eu não tivesse que enfrentá-las tão de manhã cedo, talvez conseguisse ver graça naquilo tudo.
Acho que as pessoas vêem ali alguém igual a elas. Na verdade, pode ser a única coisa que nos une no universo. E talvez seja por isso que todas elas(com exceção de mim e mais alguns normais que EU SEI QUE EXISTEM mas nunca estão na mesma sala que eu) têm essa mania de papinho de “sala de espera”.
Começa assim: alguém entra e dá bom dia. E a maioria responde. Aí a pessoa, que sempre tem uma dúvida, pergunta alguma coisa bem alto, pra todo mundo, inclusive você, escutar. E sempre tem uma boa alma a responder. Em menos de um minuto, começam uma conversa amistosa. Lindo de se ver; pessoas que nunca se viram, contando que o filho tá com um caroço num lugar esquisito, as varizes estão estourando, o furúnculo da vizinha que ela tentou espremer… e por aí vai. No final das contas, não só a pessoa com quem a outra conversava sabe da vida dela, mas a salinha toda.
É triste de se ver.
Ainda tem aqueles que conseguem ser impacientes e intolerantes. Eu até sou impaciente, mas aprendi a ter mais tolerância com atrasos e etc (nada como trabalhar sabendo que tudo que vc faz já passou do prazo…).
Então essa pessoa começa a falar. E falar. E falar que é um abusrdo aquilo alí; porque ela tem hora marcada; que de nada adianta; que ela tá quase indo embora, que ela tá quase morrendo, etc etc etc etc etc etc.
São dos piores tipos.
Ainda há os amistosos. Estes me assustam. Já chegam na salinha infernal com aquele ar de “como estou animado simplesmente por estar aqui!” ou “que lindo, né gente?”. São os tipos super agradáveis, seja numa reunião dos Alcoólatras Anônimos, num elevador nojento, na fila giga do banco e não há de se esperar comportamento diferente numa sala de espera. Uma motivação que só pode sair do âmago. Detestáveis.
Tinha me esquecido dos sem noção/mal-educados/inconvenientes.
Pra realmente suportar aqueles minutos ou horas de sofrimento, alguns, como eu, levam musica, palavras cruzadas, livros… qualquer coisa. Normal, não? Pois é. Tem “alguéns” que acham que aquilo ali não é nada. E não percebem que na verdade é um subterfúgio, uma fuga dos insuportáveis. Mas não, pra quê respeitar sua vontade? Nem tá tocando sua música predileta. E nem tá no clímax do livro.
O pior nisto tudo é chegar atrasado. Por vários motivos. Você chega atrasado e, felizmente pra você e infelizmente pra outros, o atendimento que é por ordem de chegada, pula a alguns e atende você. Ninguém entende nada e ainda te olham estranho.
Ou então porque, exatamente por ter hora marcada, você chegando atrasado perde a vez pra alguém que entrou no seu lugar e vai demorar um pouco mais a ser atendido. Traduzindo, mais tempo de tortura.
Sinceramente, não acredito que exista alguma coisa boa a se tirar daqueles portais do inferno. As revistas muitas vezes são velhas e os casais das capas já estão tendo filhos de outros. Nem assim dá. E aquele livro, que você tentou ler, continuou na mesma página, seja pelas conversas altas, pela intromissão e até mesmo pela tensão de saber que qualquer momento alguém com certeza, vai te interromper.
Inferno.
Sofrimento.
É possível que eu não tenha o gene da sociabilidade. Vou trabalhar nesta teoria um dia qualquer. Pode ser a resposta pra muitas perguntas…

—————-
Now playing: Moptop – Bem Melhor
via FoxyTunes

p.s.: a música nunca, repito, nunca transmite estado de espírito.
Anúncios

6 thoughts on “Momentos De Terror Na Sala De Espera

  1. Site mal apagou meu comentario ¬¬
    Salas de espera sucks! XP
    Povo mala é o q mais tem né? Vo te contar…
    Até no metro tem vezes q nao dá pra concentrar na leitura!!!
    Lov u
    Bjusss

  2. Eu compartilho totalmente do seu ponto de vista, odeio conversa em salas de espera,
    Se alguém tenta flaar comigo eu aceno com a cbaeça e pronto, tento cortar o assunto ao máximo, o problema é quando você vai com um parente que é uma dessas pessoas que puxa conversa, dai você é automaticamente ligado a conversa por ter o mesmo sangue q a criatura ¬¬.

    É um inferno. não, É o inferno.

  3. Sou o úncio que discorda mesmo?
    Todo mundo fala mal… mas eu acho que depende muito do humor.
    Também sou uma pessoa impaciente.
    Então qualquer distração pra mim é válida.
    Mas lógico que se eu tiver de mau humor qualquer pessoa, ainda mais do tipo agradável, vai me irritar.
    É normal.
    Por falar em normal, quando estou neste estado, eu também gosto de puxar assunto… mesmo que seja sobre o nada.
    O tempo passa.
    A impaciência também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s