00:38 a.m.

00:19, 19.07.2008.

Nada pra fazer. Nem pra ver. Esta sexta-feira se tornou terrível. Não produzi absoutamente nada. Não tenho nem o que escrever, o que é uma verdadeira contradição à mesma pessoa de 2, 3 dias atrás, com a mente tão entalada de palavras e pensamentos que até para verbaliza-las era complicado.
Aí, nesta falta do que fazer e tentando controlar a enorme vontade voraz em comer algo doce, enquanto vejo o tempo passar pra ver se a televisão me oferece algo melhor que reprises das temporadas dos seriados, parei aqui. Muito tempo que não escrevo no “cara-a-tapa”. Em contrapartida, “sweetvice” foi atualizada há pouco tempo, no final da inspiração que tomou conta de mim.
E esse “mim”, essa pessoa que se chama por “eu”, fatalmente não é a mesma que conseguiu descrever-se tão bem no perfil do orkut. Coisa rara; tanto que até eu vez ou outra páro pra ler, porque realmente fico a pensar se existe algo ali que não seja eu. Ou alguma coisa do “eu” que não está ali.

Minha unha grande está me incomodando bastante pra digitar. E alguém do outro lado da tela, em algum lugar do mundo, sem nada melhor pra fazer do que ler este blog de um ser humano desconhecido, deve ter se perguntado: “oras, então corte-as”. Não, não as corto. Porque não sei cortar unhas. Ficam pequenas demais. Aí demoram vidas para crescer e isso me irrita. Tá aí outro problema: minhas unhas bloqueiam meus pensamentos? Porque a irritação bloqueia. Só penso naquilo que me irrita… então, certamente por derivação, minha unha também me bloqueia. Tá certo…

Até quero ver televisão, mas cá entre nós… tem coisa que anda incomodando bastante. Na verdade, posso trocar de canal quando me incomodar, tipo o trailer do Batman.

Não me interpretem mal, quero MUITO ver o filme, porque sou sádica e dizem que está sádico. E porque gosto do Batman, interpretado por um cara que tem a cabeça num formato meio quadrado. Mas tá valendo. O que me irrita é que, por conta da morte do menino lá, pessoas com menos coisas importantes pra fazer do que eu, começam a criar milhões de teorias quanto a cena que teria sido mais pesada e talvez fatídica. “Será que merece Heath Ledger um oscar póstumo?” “Será que o papel foi muito pesado pra um ator talentoso, porém muito novo?” “Será bla bla bla whiskas Sachê?” Cansaaaaaa! É melhor matutarem sobre teorias de “Lost”, que eu só não vejo pra não me viciar, já que estou em processo de desintoxicação, devido a projetos futuros importantes que não serão comentados aqui e nem por minha pessoa a qualquer que seja, mesmo o mais interessado (que na verdade sou eu e sendo então, um projeto meu, eu já sei).

Confuso, não? Pois é. Não é pra ser… Mas foi uma boa mostra de como meu cérebro andava trabalhando. Acho que estafei o bicho…

Bom, a vontade louca e insandecida de comer o doce continua. As unhas enormes incomodando, irritando e outros “andos” continua. E assunto pra escrever não tem. Então vou embora.

Tchau.


Anúncios

One thought on “00:38 a.m.

  1. Vontade incontrolável de comer doce é terrível!!
    Tenho estado assim tb….e cada vez mais gorda tb!!
    Minhas unhas estão cortadas rentes aos dedos…afinal, não sou mais uma dona-de-casa, mas dona-de-duas-casas!
    É triste ter perdido a vaidade…e eu perdi..não me cuido qto às gorduras localizadas, minha pele está um lixo e eu tenho enfiado a unha nela (as que me restam) e da minha boca, mal sobrou um pouco de carne..
    É assim que eu estou…em um semi-estado vegetativo apesar de td a agitação que me ronda!
    Ah! Tb quero ver o Batman..
    Te amo!
    Bjoo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s