Do Alto

Do alto, as nuvens parecem almofadas.
Simples, confortáveis e baratas.
Do alto, o mundo parece infinito,
O tocável invisível e a imaginação mais real do que a própri realidade.

O mundo das formas, das cores, dos cheiros e amores.
O mundo que torna-se no horizonte
Azul e branco com nuances e tonalidades
paradoxalmente neutras e poossibilidades mil.

Do alto, tem-se o horizonte infinito.
De Xangai a Moscou, do Amapá à Nova Zelândia
Dos sonhos sonhados para os sonhos realizados
Sonhos que um dia viram nas nuvens grandes possibilidades
Depara-se com a novidade de vê-los realizados.

Cara-a-tapa,
31/julho/2008

Sei lá. Publiquei. Não deve estar bom. Mas tá aí.
Eu devia estar estudando, lendo ou ouvindo alguma coisa que preste, mas estou aqui publicando um texto(ou sabe-se lá como chamaria isso aí) esquisito.

Anúncios

Um comentário em “Do Alto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s