Mas hoje eu sei ao certo o que quero pra amanhã, pelo menos.

Eu quero minha vida de volta.

Eu quero a vida que tinha em 2007.
Eu quero meus amigos de volta.
Eu quero meus hábitos de volta.
Eu quero eu de volta.

Desde aquela época eu não sou quem gostaria. Não gosto de quem sou, nem das coisas que faço.
Quero voltar a estudar. Quero ter planos e sonhos. E fazê-los acontecer.
Quero voltar a ir pra igreja. Mais do que simplesmente frequentar, quero fazer parte. Quero meu relacionamento com Deus de volta.

Quero sair do marasmo que vivo. Quero ter energia. Quero querer sair, conhecer gente, encontrar com amigos.
Quero parar de me auto-destruir.
Quero saber a hora de parar.
Quero parar de afundar na lama de tristeza.
Quero continuar cantando.

Eu quero minha vida de volta.
Não a vida que eu acho que deveria ter, nem a que um dia sonhei alcançar.
Só quero o que sempre foi meu, quero quem eu era de volta à tona, deixando esse lado até aquele momento tão sutil, imergir nas profundezas do que não conheço. Deixar sumir.

Eu quero minha vida de volta, quando ela fazia algum sentido. Quando 2 domingos em casa era estranho demais, quando ainda participava da minha igreja e sabia o que acontecia. Não só isso, eu tinha razão de ser.
Ninguém sabe ao certo o que sou, o que esperar de mim. Nem eu. Me perdi no meio dessa coisa toda que é desistir de lutar. Me perdi e hoje acordei.
Não despertei para uma mudança, mas para a vontade que ela aconteça.
Essa vontade vai passar? Talvez, se minha mente ainda doente não for tratada; se eu continuar não fazendo nada.

Mas hoje eu sei ao certo o que quero pra amanhã, pelo menos.
Eu quero minha vida de volta.

Anúncios

9 comentários em “Mas hoje eu sei ao certo o que quero pra amanhã, pelo menos.

  1. olha, eu juro q sei o q vc está passando… mas vc está msm dando a cara a tapa? onde está sua cara q ñ vejo aqui? posso parecer tlvz abusiva ou sei lá, de já chegar falando assim, mas é q sei msm o q vc está passando… tem mt coisa disso no meu blog tbm (principalmente na parte mais antiga, qnd o blog ainda tinha outro nome, é só olhar os arquivos). enfim, vi seu blog no blog do túlio e entrei pelo título. é o título q estou questionando. mas ñ sem deixar a vc a possibilidade de ver q vc ñ está só. (nem q seja pelo simples fato de haver mais alguém acompanhando seu blog.)

    1. Muito da minha cara, propriamente falando, não estar aqui, tinha a ver com o paradoxo da coisa toda.
      E por milhões de motivos, não dou mais minha cara à tapa – lendo algumas dezenas de posts fica bem claro – e também é um dos motivos pelo qual estarei mudando de nome, blog, hospedagem em pouco tempo.
      E mesmo não estando sozinha, muitas vezes a gente sente que ninguém mais entende, né? E na verdade, muita coisa ninguém realmente pode entender…
      Gostei da crítica, fique à vontade pra fazê-la quando desejar!

  2. Acho que compreendo, sim, mas também achei que seria válida a “provocação”. É, não li o suficiente talvez… O meu medo era você ficar ofendida, mas acho que você entendeu, com tranquilidade. E realmente só me senti “à vontade” para o risco porque eu sei mesmo como é isso… Só que eu decidi não tomar mais remédios. Eu procuro me alimentar bem, manter uma rotina, ter bastante atividades e conversar com as pessoas. Bem, você mudando de endereço, talvez eu não possa mais ler. Sabe, eu acho que você sem me conhecer entende como me senti e como ainda me sinto às vezes, e que eu sem lhe conhecer também entendo… Nunca poderei saber as peculiaridades de estar na sua pele, mas posso saber, posso entender o que você está passando. O “por completo” creio que não cabe a ninguém… Mas quero ler mais, sim. E entender o que eu puder.

  3. De uns tempos pra cá, tenho interiorizado este mesmo grito de dor que descreve a primeira linha e coinsidentemente até a data descrita combina com a da minha vida, e dia após dias tenho gritado.
    Só tenho a dizer uma coisa, batalhe, mais batalhe mesmo, porque eu também estou batalhando e quero conseguir e rogo para que você também consiga. Não sei se temos o mesmo tipo de problema, mais te digo que já não aguento mais e “QUERO A MINHA VIDA DE VOLTA”.
    BOA SORTE PRA NÓS! MUITA FORÇA!!!

    1. As coisas melhoraram muito desde esse post. Com muitos altos e baixos – dá uma lida nos que vieram depois – mas melhoraram. O importante é, mesmo com muita vontade de fazer o contrário, não desistir.
      Boa sorte. Vai dar tudo certo, cê vai ver!

  4. eu também quero a minha de volta…eu não aguento mais…essa minha vida de merda só casa, casa,casa…..meu Deus me ajude….eu nao tenho forças pra sair de um casamento derrotado em que me encontro….quero meus amigos de volta…minha voda ….de volta tudo e tb tenho uma filha…em que ele me ameça de nao diexar sair com ela de casa! Não quero voltar pra casa de minha mãe…pois ela joga td na minha cara……por favor me ajudem………..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s