Verdade seja dita: ninguém nos entende por completo. Nem quem, com muita força de vontade, tenta.
Hoje eu sinto muita, muita falta de quem me entenda por completo.
Óbvio que não é um fim de semana que me faz mudar uma situação que simplesmente não muda.
O meu teve direito a festa divertidíssima, boa comida, muita bebida. Boa bebida. Me diverti, bebi pacas, ri, esqueci por algumas horas que passo por muita coisa internamente. E que ninguém entende.

Acordei me sentindo shit. Mandei e-mail, confessei coisas a pessoas, fiz coisas das quais não me orgulho, não reconheço em mim. Ressaca moral. Há quem diga que não é nada e foi assim que levei o dia.
E ele se desenrolou num outro encontro. Igualmente agradável. E voltei de lá muito pior do que como estava no começo do fim de semana.

Não consigo lidar mais com o sucesso das pessoas. Eu ja declarei sentir ‘inveja’ dos outros, nos últimos dias. Não digo que seja uma inveja por a pessoa TER e eu não, especificamente falando. Mas inveja de ver TODAS as pessoas VIVENDO 2010 e eu não. Tenho minhas limitações financeiras, principalmente, entre outras que não me permitem realizar as mesmas coisas, sem contar na questão dos sonhos, gostos e etc. Não quero o que é dos outros. Mas o que deveria ser meu. E eu não tenho. E eu não sou.
Minha inveja é diretamente ligada ao sucesso alheio e ao meu fracasso.
Então eu acabo simplesmente não sabendo sorrir, sinceramente, por ver os outros bem, felizes e realizados naquilo que queriam, desejavam fazer, que Deus me perdoe.
Eu não sei quão ruim isso tudo acabou soando, mas é a pura verdade.

Daí eu no auge do “hoje me sinto uma merda”, acabo me sentindo mais merda ainda vendo fotos minhas da festcheeenha de ontem. Fico sempre achando que to bem, daí vejo fotos e estou enorme. Me sinto imensa, gorda, feia, deplorável.
Meus amigos diriam que estou viajando, mas sinceramente/ Hoje eu não confio neles. Porque amigo gosta de ajudar. E amenizaria tudo. E eu to vendo, vi as fotos, to gigante. Sou gigante, horrorosa e daí não me admira continuar solteira.
Também tampouco me admirará morrer sozinha e sem amigos.

Eu to muito cansada de me sentir enganada. As pessoas poupariam muito de mim se fossem sinceras e dissessem que eu to gorda, sou feia, sou chata. Viveria minha vida miserável bem mais tranquila sem me preocupar em agradar, em impressionar, em achar que tenho chance no mundo. Eu não tenho.
Sério, cansei. Cansei do mundo, cansei da minha família, cansei de mim.

E hoje eu sei que ninguém me entende. Nem 1% que seja. E era só isso que eu queria na vida, no mundo, no universo. E não tenho. Nem uma pessoa que realmente conseguisse entender o que eu to sentindo agora. O quão ruim tudo que passo e tudo que sou me soam hoje.

Pode ser que eu esteja num momento muito ruim. Pode ser que eu esteja sendo ingrata. Mas é como me sinto. E não vi ninguém tentando mudar isso de forma coerente; daí eu volto pro lance de que ninguém realmente me entende.

Papo de louca, papo de adolescente, papo de deprimida, papo de idiota.
Só sei que hoje eu to surtando.
E surtos passam. Ou não. Podem ser só a constatação do que é a minha verdadeira realidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s