Da Série: Coisas Que Não Entendo Serem Tão Difíceis Das Pessoas Entenderem…

… Que Basta Fazer O Que Lhes É Pedido/Conferido E Nada Mais.

Odeio faxineiras, e/ou diárias, e/ou empregadas domésticas. Sério, nada contra a classe e sim contra a forma de trabalharem. Talvez seja trauma de infância.
Quando era pequena, e ainda não estudava em tempo integral,  tínhamos uma empregada aqui em casa que se fazia de muito legal. Até ela ficar sentada vendo televisão e me mandando lavar a louça, e dizendo que não podia contar pra minha mãe. Ou o dia em que ela engoliu meu Toppo Giggio e depois colocou pra fora, pelo outro hemisfério do corpo. E eu contava as coisas pra minha mãe, que não acreditava em mim, depois que ela desmentia tudo. No final, não sei como, minha mãe soube que eu falava a verdade e que ela saiu roubando várias coisas aqui em casa.

Tenho um gap de memória quanto a elas, depois dessa aí. Acho que não tivemos muitas que tivessem durado, ou melhor, acho que não houve a real necessidade e não tivemos realmente ninguém durante um tempo, eu acho.

Depois trabalhou uma aqui em casa que tinha medo de eletrodomésticos, pois na outra casa em que trabalhara tomou choque. Então ela não limpava NADA perto de tomadas, não tirava as coisas do lugar… sinceramente, era melhor mudar de ramo.

Antes dela, porém, teve uma que começou trabalhando só pra minha avó. Muito boa, mesmo, no que fazia. De verdade. Mas JESUS, como ela falava. E muito! E quando mais nova, passava muito tempo na minha avó. E ela não parava de falar um segundo. Em casa, apesar de não parecer, eu sou muito calada, fico vendo minha televisão, na minha… não sou de conversa. E ela puxava papo, perguntava… era um saco.
Tinha outra péssima característica: guardava tudo nos lugares mais improváveis, que ao acharmos, acabava quebrando as coisas. Isso quando não era ela quem quebrava. E não foram poucas. Veio aqui pra casa um tempo também, mas foi logo de volta pra terra dela, Minas. E fiquei com raiva dela depois que começou a ligar pra minha avó e depois nos ligava, dizendo que estávamos deixando a velha muito sozinha e que ela se sentia abandonada. Sério, ela queria dizer que não tratávamos minha avó direito. Sério, QUEM É ELA??

Apareceu outra. Ótima. Quando vinha. Chegou ao ponto de passar mais de mês sem aparecer. Pior que essa era meio que parente e esse povo aqui em casa é muito passivo, demorou muito, faltou de tipo uns 2 meses, pra que dispensássemos. E ela sempre se desculpava falando que tava doente, minha mãe conseguia as consultas pra ela e a mesma sempre tinha uma desculpa e não ia.

Hoje aqui em casa e na minha avó, temos a mesma, como sempre. Ela é quieta. Ponto pra ela. A principio era boa. Daí eu comecei a reclamar. E porque eu “reclamo de tudo”, minha mãe ignorou cada coisa que eu falava, e dizia que estamos com sorte de, em mais de 2 anos, ela nunca ter faltado.
O problema é que ela curte me trollar. Sério. Ela limpa a casa de boa, mas no meu quarto faz um servicinho muito do mal feito. Dentre outras coisas pela casa. E eu reclamo e minha mãe me ignora. Só que eu sou grossa e a casa não é minha, então fico calada.
Dia desses, percebi que ela não tirava o pó do meu decodificador e nem do DVD. E nem de nada que ficava naquele compartimento. Deixei passar 3 SEMANAS, e ela vem aqui em casa 2 vezes por semana. NADA foi feito, tudo sujo.  Reclamei com minha mãe. Primeiro ela veio aliviar dizendo que de repente “ela tem medo de quebrar”. Brother, então vai fazer OUTRA COISA. A mulher trabalha em casa de família a vida inteira e ainda tem disso, de repente tem medo de quebrar?? Depois que quebrar, até entendo, mas continuo falando, muda de ramo.
Daí minha mãe falou com ela, e depois chegou BRIGANDO COMIGO: “se quebrar ou desconectar alguma coisa não venha reclamar!!!” Sério.
Desde então eu dou ‘bom dia’ e as vezes ‘tchau’, ‘até logo’, e a moça não me responde. Deve estar meio puta de eu ter pedido que ela fizesse o trabalho dela.

Minha empregada me odeia.

Anúncios

2 comentários em “Da Série: Coisas Que Não Entendo Serem Tão Difíceis Das Pessoas Entenderem…

  1. Aff.. nem fala. Também tenho um problema sério com empregadas lá em casa. Mas, pensa bem, se a mulher fosse um pouquinho mais saguaz, não seria empregada doméstica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s