Hoje foi o primeiro dia. Depois de anos lutando contra, depois de quase um ano adiando, o inevitável chegou. Eu não podia dizer que não gostava, não tinha mais justificativa pra me esquivar.

Cheguei lá e logo achei a sala. Tinha uma pessoa esperando. Amigável. Depois chegou uma senhora, que a princípio nem era pra ficar conosco. E a senhora começou a puxar papo com a pessoa amigável. E depois chegou um homem. Daqueles que brincam com crianças alheias, que normalmente se assustam com a abordagem.

Entramos na sala. E começou minha terapia em grupo. Lembrei muito de um seriado que assistia, que eram sessões de terapia (ou tinha sessões, sei lá, não achei, não importa). Me senti completamente desajustada naquele lugar.
Em um dado momento, precisei falar e falei, mas não me senti confortável, e foi robótico e foi estranho. É tudo muito estranho, se expor pra pessoas aleatórias, que por sorte caíram no mesmo dia que você pra colocar pra fora aquelas merdas que rolam na vida. E ali, depois de 1 hora de conversa, percebi quão perigosa foram as coisas que passei na vida. 
Lógico que cada um tem seus problemas e quem sou eu pra dizer que os meus são mais graves que os daqueles ali. De forma alguma. Mas tenho pra mim que aquela gente não conhece fundo do poço por conta de depressão. Sério, elas não sabem. Inclusive evitei olhar pra pessoas quando contei o motivo de estar ali. Era quase constrangedor, não fosse o fato de todos estarmos ali pra se tratar.

Todos falaram muito, o cara metido a engraçadinho testou meus limites de paciência não parando de falar e rir, e eu só falei quando fui solicitada. Não era uma situação em que me senti bem. Até porque, apesar da exposição do momento, sabia que estava escondendo pontos importantes que podem me levar a melhorar certos aspectos que não fluem há alguns anos.

Só nos veremos daqui a 2 semanas, a terapeuta tem um curso aí pra fazer, e não sei como vou reagir às interações do grupo. A duração é curta, mas já que estou indo, espero mesmo que me ajude. E se o metido a engraçadinho comentar novamente que eu falei pouco, vou desejar uma linda e lenta morte. Idiota.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s