Vie de Merde

Hoje não foi um dia bom.
Pra começar, saí de casa pra trabalhar e não fiz nada porque meu pc tava uma bosta e resolveram trocar às 15h.

Chego em casa e está meu primo, recém separado. Até aí tudo bem, não fosse o fato dele ter sumido por alguns dias e estar sendo ligeiramente execrado.
Ele vai embora e toda sorte de julgamentos sobre o caso, sobre como as pessoas estão lidando, sobre o fato dele não voltar pra casa dos pais, começa.
Eu me sinto acuada por pouca coisa, porque ele está sendo julgado por estar morando sei lá aonde.
E meu plano pra 2015 é sair de casa, viver no aperto que seja, com meu salário de merda, mas longe de casa.
E percebi que isso será de uma tragédia sem tamanho aqui em casa. As pessoas simplesmente não aceitam você como você é, apenas te julgam porque você resolve fazer algo diferente.

Quando eu cheguei, na verdade, estavam todos vendo fotos da festa e era um tal de dizer que ficou isso ou aquilo, feio, cheio de defeitos, blablabla. Sério, acho uma chatice. Achei essa pompa toda, inclusive para a festa que estão preparando pra minha avó, tão demais pra mim…
Ainda percebi o quão gordo está meu braço gordo nas fotos. Achei péssimo.

Voltando…
Me senti uma merda. Não me meti na conversa porque não fazia sentido dizer qualquer coisa que o valesse porque eu discordo da essência dessas pessoas que se dizem minha família. E por essência, digo o básico mesmo. Pra mim as pessoas deveriam focar na felicidade da pessoa, não no que você julga certo ou errado. E não é assim aqui.

Pra piorar, creio que a última conversa que tive com meu amigo realmente vai nos afastar. E me sinto constrangida de chamar qualquer um pra conversar. Me sinto super sozinha e querendo sair dos grupos de whatsapp, mas vai causar mais.
E eu to cansada de me sentir sozinha, ou julgada, ou pior ou inferior às pessoas.
Me dá vontade de chorar. Só chorar na minha cama.

Porém, se eu saio agora de onde estou, vou ser novamente julgada e gerar climão com os parentes que estão indo embora amanhã.

Mas sinceramente? Só queria sumir, morrer, qualquer coisa.

P.s.: minha prima mostrando fotos do aniversário da minha avó e não fala que foi 2 anos depois do falecimento do marido dela… Sendo que ela mesma falou sobre isso…
Também não posso falar alto – em to normal – sobre minha vida porque todos podem escutar e ELA se incomoda. É foda viu.

P.s.: cogitando não sair de casa pra conseguir bancar uma academia. Assustei com a diferença de um mês atrás e da festa há 10 anos. Vida de merda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s